Pages Navigation Menu

DITOS & ESCRITOS

TOLEDO

Saída de Madri para Toledo

TOLEDO, 17 DE OUTUBRO DE 2017.

O über, fiel companheiro de todas as horas, nos traiu. E na pior hora, que era a saída de Madrid ao Aeroporto para pegamos o carro, com o qual seguiremos a viagem. Ontem à noite estava com a tarifa de 32 euros, bastante razoável pois os taxis cobram 30 para o mesmo percurso. Hoje de manhã pulou para 62! Resultado, o clima de estresse, que já estava dando seus primeiros sinais, se instalou. Isso porque estávamos atrasados e no voucher da Alamo havia algo falando em tolerância de uma hora, e hora, principalmente para Elba, mesmo de férias, é coisa muito séria. Vamos pegar um taxi, nada de táxi. E tome a esperar carregados de malas na Plaza Santo Domingo…. Chama o über de novo, chamei, mas com o destino errado, troquei de praça – também é praça que só a gota –, está se afastando, cancela, chama outro… ufa!

Chegamos ao aeroporto e, pelo que vi, a hora de tolerância não tinha a menor relevância. Relevante mesmo foram as taxas extras que iam desde taxa do segundo condutor, passando pelo seguro mais a taxa para devolver o carro em Sevilla. A Conchita, era esse seu nome, tinha uma tática de vendas cruel, me avisava um valor e eu concordava, aí dizia outro valor, e por aí ia. Quando terminou tudo, ainda veio a caução de 150 euros.

Conselho: verifique antes tudo que vai pagar, pois decidir na bucha é muito ruim.

O carro nos atende muito bem, uma Van da Citroën. Tonho, apesar de segundo condutor no papel, para nós é o primeiro. Depois de uma competente explicação de Rafael, o cara que nos atendeu e, após um tour involuntário pelo entorno do aeroporto, o que nos rendeu umas duas ou três voltas no mesmo lugar, finalmente nosso “primeiro condutor “ pegou a estrada para Toledo. Eu, como copiloto tentando elevar a autoestima de Tonho solto.

– Acho que foi até importante essas voltas perdidos, pois assim nos familiarizamos com o carro e seu GPS.

Ele calado estava, calado ficou.

A viagem é super tranquila, Toledo, de longe, já impressiona com suas construções medievais. Seguindo o GPS encontramos o estacionamento onde nosso carro irá pernoitar, uma vez que nossa passagem pela cidade será bem rápida. Amanhã já estaremos saindo para o sul da Espanha, onde Granada será nossa primeira parada.

Como havíamos alugado o flat de Montserrat no centro histórico teríamos que levar nossas malas a pé. Meu amigo, foi aí que o caldo engrossou. É ladeira que só, absolutamente incompatíveis com o peso da mala e com minha forma física. É sufoco mesmo!

Conselho: Deixe tudo que puder no carro, desde que em um estacionamento pago, e suba com o mínimo necessário para sua estadia. Tipo escova de dentes, meias e cuecas.

Galeria de Fotos -Toledo – A chegada e a Catedral

RESTAURANTE LA BOVEDA

Saímos, após a catedral, no sentido de encontrar outra coisa sagrada para o turista: comida. Com o TripAdvisor é tiro e queda, não falha. Chegamos a Calle del Comercio 34 e entramos no La Outra Bóveda, menino, a fome e a curiosidade de experimentar da gastronomia local me deixam animado que só pinto no lixo.


Pedimos quatro pratos, com a ideia de experimentarmos de todos. Assim, em primitivo ritual, dispensamos os pratos e comemos direto nas pequenas panelas em que vinha servida a comida. Foram três tipos de carne : porco, veado e perdiz , todos muito bem preparados com receitas clássicas locais, como de produção local foram as duas garrafas de vinho que nos acompanharam até seu esvaziamento total. Pedi uma Carrilada de Cerdo, algo como um cozido, deixa-se por horas a carne cozinhando com batatas e temperos e vem aquela carne tenra se soltando. 
Demos sorte, foi tudo perfeito…. só que isso não combina com caminhadas em Toledo, que é um enorme labirinto de ruas estreitas e ladeiras, muitas ladeiras…ainda mais com a leve chuva que começava.

Galeria – Toledo – Passeio pelas ruas

Até que fizemos um esforço, passamos nas Termas Romanas, uma ruinas de visitação gratuita, descemos sem rumo mas ao final fomos abatidos pela perdiz, o veado e o porco.

Voltamos para casa, compramos alguma coisa para comer e desmaiamos.

Essa foi a primeira vez que que não houve o ritual do vinho de pijama.

Amanhã desceremos ladeira abaixo (viva!) com nossas malas até o estacionamento e partiremos para Granada.

*


Espanha 2017 – Índice 1234

João e Elba Rego
São casados há 40 anos e adoram viajar. Os registros das nossas viagens são uma forma de compartilhar nossas experiências com os amigos.
www.joaorego.com/viagens


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This