Impressões de um viajante: Machu Picchu

abr 27, 2014 by

*João Rego

A visita a Machu Picchu, no que diz respeito à estrutura turística do Peru, é algo de se admirar, pela competência e organização. Cusco, cidade que foi centro do domínio Quéchua, cujo imperador foi o Inca, recebe trinta e cinco voos diários com turistas do mundo inteiro. É de Cusco, cidade de meio milhão de habitantes, que se parte, em um trecho de ônibus e outro de trem, para se chegar a Águas Calientes, a cidade ao pé de Machu Picchu.

Subimos em um pequeno ônibus num ziguezague de uma curta trilha até a entrada de Machu Picchu. Até ali nada de novo nem surpreendente. A surpresa foi quando, após andar uns duzentos metros, nos deparamos com a cidade de Machu Picchu. O cenário é estonteante e, dependendo da crença do viajante, todos os pensamentos explodem em nossas mentes. Para o místico, sente-se a energia de um lugar outrora sagrado. Para o trilheiro é apenas um ponto de chegada, após quatro exaustivos dias embrenhado no meio das montanhas da região. Para outros, apenas mais um lugar interessante para se dizer que foi e tirou belas fotografias.

No meu caso, inicialmente, veio a mim uma enorme sensação de insegurança, pois estava chuviscando, e as escadas de pedras irregulares com os abismos que nos cercam nos impõem  a exata limitação do homem diante de uma amplitude infinita.

read more

Related Posts

Share This