Pages Navigation Menu

DITOS & ESCRITOS

GORKI, A CIRURGIA

GORKI, A CIRURGIA

Sem nenhum aviso prévio Gorki travou as pernas traseiras. Estava vindo da chácara de Renata, que sempre fica com ele em nossas viagens. Chegou com as pernas totalmente paralisadas. Era hérnia de disco. Foi operado às pressas para ver se evitaria e perda permanente das pernas e os órgãos afetados pela hérnia. O médico começou a cirurgia a meia-noite e terminou às quatro da manhã.

Foram um pouco mais de seis meses de fisioterapia, sendo que nas primeiras semanas ele só conseguia fazer cocô massageando seu intestino. Aos poucos, com a fisioterapia, duas vezes na semana, ele foi recuperando e voltou a andar. Recordo-me agora as inúmeras noites em que saíamos para passear com uma toalha envolta em seu corpo para dar sustentação às pernas traseiras, que inertes se arrastavam pelo chão. Mas, inspirados pela veterinária, que insistia nos exercícios, fomos perseverantes e ele voltou a andar e ter vida normal. As pernas traseiras ficaram com uma leve sequela que, quando ele parava, elas iam arriando. Mas nada que o impedisse de andar, ou até mesmo correr.

Galeria – A Cirurgia

*

O menu abaixo registra, desde a primeira semana de Gorki até os diversos momentos em que ele foi nosso companheiro.

1 23 – 4 – 56

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This