Pages Navigation Menu

DITOS & ESCRITOS

O DESEJO, A COMPRA, A CHEGADA, O NOME.

Zart e Elba em Boa Viagem

Quando saímos da casa de Rio Doce, na praia, deixamos nossa cadela Indira, da raça Setter Irlandês, vivendo com o caseiro. O apartamento era muito pequeno para ela. Mais tarde, demos Indira ao nosso amigo Robertinho, que a criou com todas as regalias na sua chácara em Gravatá, cidade serrana próxima de Recife. Indira viveu 14 anos, o que é uma vida longa para um cão.

Fiquei sentindo uma enorme falta de um cão que pudesse se integrar às nossas vidas. Elba, minha esposa, que a princípio se recusava, acabou cedendo quando consegui convencê-la a conhecer uma ninhada de Cocker Spaniel dourado. Nossos três filhos: Maurílio, Ricardo e Guilherme, evidentemente, torciam pelo novo cão.

Haviam cerca de sete filhotes, e Zart era o mais esperto da ninhada.

Zart

A prova disso era quando se colocava o cocho com a ração, ele partia na frente e se abraçava com o pequeno cocho impedindo que seus irmãos também compartilhassem da comida.

Zart iria reproduzir esse comportamento por toda sua vida. Sempre que ia comer se abraçava ao cocho, como se ainda houvesse irmãos a lhe ameaçarem a ração.

Para vencer a última resistência de Elba, negociei com ela para que o valor para a compra de Zart fosse resultado de um Som CCE que eu iria vender. 

Dito e feito, anunciei o som no jornal, vendi, e no outro dia já tínhamos Zart em casa.

A escolha do nome se deu por conta da ordem da ninhada, cujo nome deveria começar com a letra Z. Aí fomos para o dicionário procurar, até que no dicionário alemão encontramos a palavra ZART, que significa tenro; terno. O nome foi Elba quem escolheu.

Havia, perto de nossa casa, uma pequena praça aonde íamos diariamente com ele, à noite, quando chegávamos do trabalho. Ali, já experimentava um momento de relaxamento, onde brincando com o cão, organizava minhas ideias, sem estar diante da TV ou dentro de casa.

Era julho de 1996 e não tínhamos ideia de como aquela pequena criatura iria transformar as nossas vidas.

Índice – 1 – 2 – 345

João Rego
Ditos & Escritos
É engenheiro, consultor, mestre em ciência política com formação em psicanálise.
www.joaorego.com
www.facebook.com/politica.psicanalise

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This